Maria Inês Dolci

Defesa do Consumidor

 -

A advogada Maria Inês Dolci é coordenadora institucional da ProTeste. Atua há mais de 20 anos na área de defesa do consumidor e é autora e coautora de várias publicações na área.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Melhoria demorada

Por Maria Inês Dolci

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) esperou o telefone fixo se tornar supérfluo para endurecer as regras de qualidade na prestação de serviços pelas operadoras e tentar assim, diminuir o número de queixas dos usuários. E ainda deu prazo de quatro meses para as regras valerem. Hoje o número de linhas fixas atinge 44 milhões e muitas delas estão ociosas. O consumidor muitas vezes se obriga a adquiri-las porque integram os combos de serviços de banda larga, celular e TV por assinatura. Já as linhas móveis somam 262 milhões e 80% delas são pré-pagas, em que o consumidor desembolsa mais para ligar.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade