Maria Inês Dolci

Defesa do Consumidor

 -

A advogada Maria Inês Dolci é coordenadora institucional da ProTeste. Atua há mais de 20 anos na área de defesa do consumidor e é autora e coautora de várias publicações na área.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Anatel demorou para agir

Por Maria Inês Dolci

A Anatel demorou para agir contra as operadoras que têm prejudicado os consumidores com falhas nas prestação dos serviços. Precisou a inciativa do Procon do Rio Grande do Sul suspendendo a venda no Estado para que a Agência agisse. A reiterada má prestação de serviços por parte das operadoras comprova que o governo errou ao não classificar a banda larga como serviço público, o que obrigaria o investimento na infraestrutura por parte das empresas. A infraestrutura de telefonia e de internet brasileira é precária. Não adianta impedir a venda de novas linhas, é necessário agir também para resolver o problema de quem já é usuário dos serviços. Deve ser assegurado o abatimento no preço dos pacotes contratados na medida em que houver falhas na prestação do serviço.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade