Maria Inês Dolci

Defesa do Consumidor

 -

A advogada Maria Inês Dolci é coordenadora institucional da ProTeste. Atua há mais de 20 anos na área de defesa do consumidor e é autora e coautora de várias publicações na área.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Golpe no turismo

Por Maria Inês Dolci

O problema dos consumidores lesados pela agência de viagens Trip & Fun, que pode ter aplicado golpe em seis mil passageiros, que haviam comprado pacotes turísticos para vários países e não estão conseguindo viajar, comprova o risco de se assumir um contrato a longo prazo e pagar sem saber se futuramente receberá o produto ou serviço contratado. Infelizmente qualquer pessoa pode se deparar com surpresas desagradáveis, como golpes ou a falência da empresa. E não terá como recuperar o investimento, mesmo judicialmente. Uma forma de reduzir esse risco é não pagar todo o pacote com antecedência, e monitorar a empresa se informando sobre queixas em entidades de defesa do consumidor e em redes sociais. Caso constate reclamações não atendidas o consumidor deve ficar alerta, pedir cancelamento do pacote e o dinheiro de volta. Depois do dano como neste caso da Trip& Fun o jeito é fazer Boletim de Ocorrência e acionar judicialmente os sócios da agência para tentar recuperar o que foi pago.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade