Maria Inês Dolci

Defesa do Consumidor

 -

A advogada Maria Inês Dolci é coordenadora institucional da ProTeste. Atua há mais de 20 anos na área de defesa do consumidor e é autora e coautora de várias publicações na área.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Práticas abusivas na venda de ingresso para shows

Por Maria Inês Dolci

A compra de meia-entrada apesar de ser um direito de estudantes e idosos costuma ser dificultada em grandes shows e com o da cantora Madonna, no final do ano não é diferente. Além disso a Time For Fun, empresa de entretenimento, costuma cobrar taxa de conveniência em percentual sem oferecer comodidade alguma para o consumidor. Ela é reincidente na prática de lesar os consumidores. Já foi autuada em mais de R$ 4 milhões nos últimos dez anos, e foi alertada durante reunião realizada em março deste ano com o Ministério Público e o Procon-SP, de que essas práticas são abusivas e, mesmo assim, mantém a mesma postura. A empresa foi notificada pelo Procon-SP para prestar esclarecimentos sobre problemas durante a pré-venda de ingressos para o show por não disponibilizar meia-entrada, não informa quantos ingressos estão disponíveis para pré-venda, e não oferecer opção de venda em dinheiro além de cobrar a taxa de conveniência em percentual.O consumidor deve denunciar às entidades de defesa tais práticas abusivas.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade