Maria Inês Dolci

Defesa do Consumidor

 -

A advogada Maria Inês Dolci é coordenadora institucional da ProTeste. Atua há mais de 20 anos na área de defesa do consumidor e é autora e coautora de várias publicações na área.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Direito ao lazer sem riscos

Por Maria Inês Dolci

A morte da adolescente Gabriella Yukay Nishimura, de 14 anos, na última sexta-feira, após cair do brinquedo La Tour Eiffel, do parque de diversões Hopi Hari, em SP, poderia ter sido evitada se houvesse mais fiscalização nessa área. O promotor de Justiça Rogério Sanches instaurou inquérito para apurar o acidente.O Ministério Público investigará o crime e a falta de segurança ao consumidor. Só em 2011, foram noticiados mais de 20 acidentes com vítimas em parques no País.Sem computar os que não se fica sabendo levando-se em conta os parques itinerantes que se instalam País afora. Essas mortes deveriam ser contabilizadas com as dos demais acidentes de consumo, na maioria das vezes subnotificados. Esses acidentes não podem ser negligenciados. Ocorrem quando um produto ou um serviço, ainda que utilizado corretamente, causa danos à saúde ou à segurança do consumidor. Falta, contudo, um cadastro nacional desses acidentes.Temos que garantir o direito ao lazer sem riscos.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade